quarta-feira, 3 de junho de 2009

Qualidade de vida #1

Eu, o sofá e o fado...
E neste momento ouve-se Rosa Enjeitada por Hermínia Silva.

Sou essa rosa, caprichosa, sem ser má
Flor de alma pura e de ternura ao Deus dará
Que viu um dia, que sentia um grande amor
E de paixão o coração estalar de dor

Rosa enjeitada
Sem mãe sem pão sem ter nada
Que vida triste e chorada
O teu destino te deu
Rosa enjeitada
Rosa humilde e perfumada
Afinal desventurada quem és tu?
Rosa enjeitada
Uma mulher que sofreu

Tão pobrezinha que ainda tinha uma afeição
Alguém que amava e que sonhava uma ilusão
Mas esse alguém por outro bem se apaixonou
E assim fiquei sem ele que amei e me enjeitou

2 comentários:

HannaH Sophia disse...

eu dispensava o fado...
...e tambem te dispensava a ti, eheheh...
nao dispensava era o sofá, esse jamais!!

(ok, isto nao soou mto bem, mas como ando com o nervoso todo digo piadas mto secas...)

carl@ disse...

Hermínia Silva!! Já nem me lembrava dessa fadista... obrigada por me recordares (sim porque entretanto fui ao youtube ouvir)

beijinhos