quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Deixei o meu Coração em África, de Manuel Arouca



África no tempo da guerra colonial tem sido o meu tema de eleição para leituras de lazer.
Enquanto esteve na guerra, Rodrigo escreveu um manuscrito das suas vivências por terras africanas cheio de emoção com os factos que marcaram a sua existência naquele período. Isabel recebe esse manuscrito numa altura em que todos julgam que Rodrigo morreu. O manuscrito leva-nos numa viagem que começa nos anos sessenta na sociedade lisboeta e nos leva ao continente da terra vermelha.
É um romance muito bem escrito que prende o leitor pelas suas descrições e episódios intensos de guerra, amizade, emoção, tristeza e amor.

Um grande amor em tempos de guerra, a sedução de África e o retrato de um Portugal inesquecível... Isabel recebe um manuscrito em condições inesperadas e misteriosas. O seu autor, Rodrigo, desaparecido há seis anos e dado como morto pelos seus amigos, relata as experiências e as vivências, os factos e as emoções, os encontros e os desencontros que marcaram a sua vida. O leitor é levado numa viagem que o transporta aos loucos anos sessenta na alta sociedade lisboeta e o leva à sedução de África, continente misterioso que abre novos horizontes.
Fonte: fnac.pt

1 comentário:

Ariadne disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.