quarta-feira, 13 de junho de 2007

O futuro

Onde está?
O que é?
Quando chega?
Para onde vai?
Que marcas deixa?
O que traz?
O que leva?

Estas são perguntas que muito provavelmente não poderemos responder até que o futuro se aproxime cada vez mais e se torne no presente e depois no passado.

Até para as crianças o futuro é algo muito vago, porque há aquela idade em que só o que é palpável pode ser compreendido.

"Oh mãe, o hoje é amanhã? Quando é o amanhã?"

E para mim o futuro é algo incerto...como tu dizias, é um ponto de interrogação...tu sabes a que me refiro. O futuro, um beijo, um toque, uma carícia, um sorriso, outro beijo, um adeus e um até já.

Até já...ou até sempre, com uma lágrima que me sai do fundo da alma.

2 comentários:

IceMan disse...

Até já nunca mais chega, até sempre é demasiado tempo e não há futuro que lá chegue...

Nishin disse...

Imagino o mundo como uma floresta e as pessoas como árvores. À medida que os anos passam a árvore cresce. Novos ramos surgem e com eles a oportunidade de alcançar mais um bocado de sol.
O que será que o futuro nos reserva? Espero que seja mais luz, mais calor. Um sol mais brilhante... :)