segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Passagem para o horizonte, de Gonçalo Cadilhe


Uma volta ao mundo de um ano, este é o sonho de qualquer pessoa que goste de viajar. Gonçalo Cadilhe, viajante profissional, foi mais longe. Realizou o sonho. Desde pequeno que Gonçalo tinha uma lista das melhores ondas do mundo que gostaria de surfar e foi com base nesse critério que Gonçalo traçou a viagem da sua vida, a viagem do ano em que fez 40 anos, a viagem que deu origem a este livro. Escolheu 12 ondas da sua lista e começou a sua viagem de volta ao mundo cheia de peripécias, reflexões e paisagens fantásticas.
Os livros do Gonçalo Cadilhe continuam a ser para mim uma inspiração para as minhas viagens e com este comecei a construir uma viagem na minha cabeça que dificilmente se poderá realizar, no entanto, sonhar ainda não paga imposto.
Gonçalo Cadilhe viveu o ano mais feliz da sua vida dando uma volta ao mundo. Este livro é um concentrado de mais de duas décadas a tratar as estradas do globo por tu. Quando completou 40 anos, Gonçalo Cadilhe arrancou para uma volta ao mundo de um ano que pretendia realizar um sonho antigo e reafirmar o sonho de vida que tem levado: viajar e escrever.Seguindo um itinerário pelos cinco continentes baseado na localização das melhores ondas de surf do planeta, saltando da pobreza extrema da América Latina e da orla do Índico para o excesso de mordomias da Polinésia e da Califórnia, Gonçalo Cadilhe deixa-nos o relato de um périplo variado e original.
Fonte: fnac.pt

1 comentário:

Marta FG disse...

Ora, nem mais! Sonhar ainda não paga imposto, ainda não...