terça-feira, 14 de julho de 2015

Põe quanto és / No mínimo que fazes.

Nove anos de blog, hoje, neste 14 de Julho. Nove anos depois outro poema, desta vez de Fernando Pessoa, na "voz" de Ricardo Reis.

Para ser grande, sê inteiro: nada 
Teu exagera ou exclui. 

Sê todo em cada coisa. Põe quanto és 
No mínimo que fazes. 

Assim em cada lago a lua toda 
Brilha, porque alta vive 

Ricardo Reis, in "Odes" 
Heterónimo de Fernando Pessoa 

3 comentários:

Marisa Maria disse...

Este é dos meus preferidos e tenho-o em "exposição" na minha secretária no quarto

Marisa Maria disse...

Este é dos meus preferidos e tenho-o em "exposição" na minha secretária no quarto

Kelle disse...

Demorei a escolher um poema para hoje, mas achei que este era o ideal!