terça-feira, 26 de abril de 2011

Unstoppable


Unstoppable conta a história de um engenheiro e um maquinista que se vêem na mesma linha, de frente para um  comboio desgovernado, apelidado de "A Besta" ou "777". Este comboio está carregado com uma quantidade monstruosa de elementos químicos e se se der o caso de descarrilar, poderá destruir uma cidade inteira. Os dois protagonistas, Frank (Denzel Washington) e Will (Chris Pine) juntam a ousadia e a coragem e começam então a delinear um plano para conseguir fazer parar o 777 sem causar grandes estragos.
Baseada em factos verídicos, a história acaba por ser interessante, tem mesmo momentos em que suspendemos a respiração à espera da cena seguinte. A sensação que fica no final é que não foi assim tão espectacular, mas prendeu, e o Denzel Washington é aquele actor que nós já conhecemos, nunca desilude.
Chris Pine é Will, um entre vários num grupo de jovens contratados por uma companhia ferroviária para substituir trabalhadores mais velhos, mais experientes e mais dispendiosos... Para ele o trabalho não é mais que um trampolim e um cheque ao fim do mês. No seu primeiro dia faz equipa com Frank, que não tarda será dispensado mesmo adorando os comboios e o seu trabalho. Após uma série de percalços, um enorme comboio - "A Besta" -, sem condutor e repleto de químicos perigosos, arranca desenfreado da estação, de tal forma grande e com tal ímpeto que vaporiza tudo no seu caminho. Várias agências governamentais tentam, sem sucesso, parar o comboio que ameaça destruir uma pequena cidade localizada numa das curvas. Mas apesar das suas diferenças, Frank e Will juntam forças e colocam as suas vidas em risco a fim de travar o desastre. Frank contribui com a sua experiência e Will com a sua força e ousadia, a coragem e capacidade de ambos são tudo o que têm para dirigir o comboio descontrolado a um final de fazer cortar a respiração.
Fonte: cinema.sapo.pt
Unstoppable no IMDB.

1 comentário:

Pedro Vicente (NeTeInStEiN) disse...

Já tinha visto também. Não fazia ideia que era baseado em factos reais.