domingo, 10 de janeiro de 2010

My sister's keeper

Emocionante, do início ao fim. Sara, a mãe, faz tudo para salvar a filha doente, incluindo sacrificar a filha mais nova, geneticamente concebida para doar medula, sangue, e órgãos. A filha mais nova, Anna, decide pedir emancipação médica e arranja o seu próprio advogado. Toda a família sofre com esta situação, mas Kate, a filha doente, acaba por conseguir juntar a família de novo. Na família há ainda o pai e o irmão que sofrem em silêncio durante tantos anos. Uma história muito bonita e comovente.

Sara e Brian Fitzgerald são pais de duas crianças e formam uma família feliz. No entanto, a vida deles muda para sempre quando descobrem que a sua filha de dois anos, Kate, tem leucemia. A sua única esperança é conceberem outra criança, especificamente destinada a salvar a vida da irmã. O resultado é Anna. Kate e Anna partilham laços muito mais próximos do que a maioria das irmãs: embora Kate seja mais velha, ela depende da sua irmã. Na verdade, a vida dela depende de Anna. No entanto, Anna, agora com 11 anos, diz "não". De forma a obter emancipação médica, ela contrata o seu próprio advogado, iniciando um processo judicial que divide a família e que poderá deixar o futuro de Kate nas mãos do destino...
in cinema.sapo.pt

4 comentários:

patxocas disse...

Chegaste a ler o livro?
O livro é muito melhor. Muito melhor mesmo. ;)

Kelle disse...

Nop, não li o livro. Não o tenho. E como não ia ter tempo de ler o livro agora e queria muito ver o filme, assim aconteceu! De qualquer forma, adorei o filme!

patxocas disse...

irias gostar do livro! ;)

Kelle disse...

Ainda o hei-de ler, a Mary tem e se lhe pedir com jeitinho ela empresta-me, mas antes disso tenho ainda alguns na pilha com prioridade elevada :)