quarta-feira, 16 de julho de 2008

Madeira #1

Cheguei a Lisboa pouco passava do meio-dia, fui cedo porque não gosto de correrias e de andar atrasada, fui com tempo para ter tempo de me perder se fosse preciso :)



Assim que cheguei fui encontrar forma de chegar ao Terminal 2 (é de lá que agora partem os voos domésticos), foi fácil, mal saí do Expresso vi logo a paragem do autocarro que me levava lá.
O terminal 2 é pequeno, não tem praticamente nada e é feio!



Cheguei à Madeira tarde e a más horas, o avião atrasou-se em Lisboa devido a dois passageiros que decidiram ir para outro avião (não sei como conseguiram). Eram cerca de 17h25 quando aterrei, mas tive de esperar mais de 20 minutos pela minha mala...mas quem me mandou fazer check-in tão cedo? Mas antes de aterrar fiz uma sessão fotográfica às nuvens e à ilha!



Quando cheguei, tinha o primo Vasco à minha espera, fomos a casa deixar a mala, o Filipe e a Anita passaram lá em casa, passámos todos em casa da Cláudia e fomos à Serra d'Água beber Poncha...era pouco boa era...e comer amendoins! A Fátima e o Miguel juntaram-se a nós neste processo de comer e beber :)



A seguir fomos comer patinhas de porco com pão de alho...era pouco bom era!
À noite fomos beber café ao bar da praia...e pelo que parece é comum naquele sítio haver baratas. Vi duas, a correr, quase que chocavam comigo! Que susto... Nota mental: fazer de conta que as baratas aqui não existem...

2 comentários:

Butterfly disse...

Baratas... Só especialista em matá-las... Quando vivi em Porto Moniz, era sempre eu que as matava, porque as restantes residentes da casa punham-se aos gritos... Uma vez até tive que vir de propósito da escola a casa, para matar uma barata.


P.S.:A poncha deu-me cabo do estomâgo... :)

Estrelinha disse...

As baratas fazem-me mesmo impressão, bicho grande e feio!!
Quanto à poncha, aquilo é capaz de matar :)